ATIVIDADE DE NIVELAMENTO - 1º ANO A - PROF.ª JÚLIA


Clique aqui para visualizar a atividade!!!

ESSE TRÂNSITO QUE MALTRATA

        Fumaça, fuligem, ruído de motores, tédio, cansaço, carros e ônibus que andam lentamente: assim é o trânsito nas cidades grandes. Principalmente nas primeiras horas da manhã, quando as pessoas se dirigem ao seu local de trabalho e, no fim da tarde, quando dele estão voltando.
Além do tempo perdido, do gasto excessivo de combustível e do aumento da poluição, esse trânsito maltrata as pessoas: a ansiedade de chegar logo acusa acidez no estômago; ficar sentado muito tempo causa dores nas articulações; inalar poluentes dá sonolência, dor de cabeça e problemas respiratórios.
Todos são prejudicados: os que estão confortáveis em seus automóveis e, mais ainda, os que estão espremidos nos ônibus. E o principal responsável por esse sofrimento são os automóveis que ocupam as ruas e avenidas das cidades.
Para acomodar o crescente número de automóveis, casas são demolidas, ruas são alargadas, avenidas e viadutos são construídos, e os estacionamentos invadem praças e parques, com a derrubada de árvores centenárias e monumentos históricos. Vale tudo para dar passagem a esse deus dos tempos modernos.
Apesar de causarem tantos transtornos, os automóveis carregam menor número de pessoas que os transportes coletivos. Cada automóvel costuma circular com uma ou duas pessoas, enquanto um ônibus transporta, nas horas de movimento, até oitenta passageiros em cada viagem.
Os ônibus são o melhor transporte para as cidades, e dele depende a maioria da população. Apesar disso, as linhas são insuficientes, são mal conservadas e os motoristas, mal pagos. O pior é que o preço das passagens consome boa parte do salário dos trabalhadores.
(Rocicler Martins Rodrigues. Cidades brasileiras : o passado e o presente. São Paulo : Martins Fontes, 1992, p. 64.) (Fragmento adaptado).

01. O objetivo global do autor com o texto foi:
(A) apontar as principais consequências da poluição urbana.
(B) comentar os efeitos do trânsito nas grandes cidades.
(C) ressaltar os prejuízos de quem apenas dispõe do transporte coletivo.
(D) indicar os males físicos decorrentes do excessivo trânsito de carros.

02. O segundo parágrafo começa com a expressão ''Além do tempo perdido''. Com essa expressão o autor pretendeu:
(A) fazer uma ressalva.                             
(B) contrastar opiniões.
(C) indicar um acréscimo.
(D) introduzir uma concessão.                            

03. A expressão 'inalar poluentes' mantém o seu significado em:
(A) aspirar poluentes.
(B) ingerir poluentes.
(C) expirar poluentes.
(D) lançar poluentes.

04. Em relação às grandes cidades, o texto é visivelmente a favor:
(A) do crescente número de automóveis.
(B) do alargamento de ruas e avenidas.
(C) de novos viadutos e estacionamentos.
(D) dos meios de transporte coletivos.

05. Pela compreensão do texto, pode-se concluir que, para o autor, ''o deus dos tempos modernos'' é o:
(A) combustível.                 (C) automóvel.               (B) ônibus.               (D) motorista.

06. No trecho ''Para acomodar o crescente número de automóveis'', o termo destacado expressa uma ideia de:
(A) finalidade.                   (B) concessão.                       (C) condição.                        (D) adição.

07. O trecho:''O pior é que o preço das passagens consome boa parte do salário dos trabalhadores.''    implica dizer que:
(A) o preço das passagens é pior que os salários dos trabalhadores.
(B) quase todo o salário dos trabalhadores é gasto com transporte.
(C) os assalariados ganham o que consomem fora de casa.
(D) o pior dos trabalhadores paga com seus baixos salários o transporte que usa.

08. Há uma relação de causa e consequência expressa na alternativa:
(A) O trânsito nas grandes cidades é pior nas primeiras horas da manhã.
(B) Há muitos transtornos físicos provocados pelo trânsito das grandes cidades. 
(C) Cada automóvel costuma circular com uma ou duas pessoas.
(D) As linhas de ônibus são insuficientes e mal conservadas.

09. O autor no final do texto, termina, expressando-se de forma:
(A) séria.                      (B) crítica.                      C) reflexiva.                 (D) engraçada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SIMULADO DE PORTUGUÊS